Aqui Está O Que Fazer em Tempos de Crise da Pandemia

Em tempos de crise, devemos saber exatamente o que fazer para não passar por apuros. Sabemos que o grupo de risco da pandemia Coronavírus são os idosos. Isso preocupa, já que mesmo que sejam nossos velhinhos, as pessoas mais jovens correm o risco de transmitir a doença e também, estão proibidas de transitar pelas ruas.  

Mesmo assim, surgiram casos fatais de jovens que também se contaminaram pelo vírus. Apesar de alarmante, nós devemos nos focar em soluções realmente eficazes para superar essa fase ruim que acontece mundialmente. 

Em SP, capital, contamos com cerca de 1,8 milhões de idosos espalhados pelas zonas da cidade, ou seja, 15% da população paulistana. Acima de 60 anos, os distritos que mais contém essa faixa etária, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, é o Sacomã com mais de 29 mil idosos, Jabaquara com mais de 28 mil idosos, ambos na Zona Sul.

Já na Zona Leste, em Sapopemba, são cerca de 28 mil idosos. No Alto de Pinheiros, na zona oeste, cerca de 23% de idosos, jardim Paulista com mais de 22% e na Lapa, mais de 21% de idosos, segundo a Fundação de Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade). 

A luta contra os Tempos de Crise do Coronavírus

Mesmo em tempos de crise, podemos contar com a amorosidade das pessoas, sendo que é possível encontrar arte, aulas e inclusive, orientações médicas gratuitas. 

Muitas personalidades em suas publicações fazem discursos nas redes e trabalhos voluntários para ajudar na quarentena, além de diversas doações que estão sendo realizadas para ajudar toda a população. 

No site da Ana Maria Braga, foi desbloqueado o curso para iniciantes de culinária, no qual permite que você aprenda a fazer pratos rápidos e básicos, assim como arroz e feijão. Até o início do mês, apenas tinha acesso quem pagasse cerca de 200 reais.

Aproveite a oportunidade! Inclusive, a apresentadora pretende disponibilizar aulas de artesanato gratuitas e online nas suas redes sociais. 

Você sente dores, febre, cansaço e pensa em buscar um hospital? Antes de tudo, acione o WhatsApp (971454911). Cerca de 100 médicos voluntários estão prontos para atender você online. O serviço está disponível 24 horas por dia, desde o dia 21 de março. 

Inclusive, cerca de 70% dos casos são resolvidos da própria residência. O casal Taíz e Eduardo Campbell são os responsáveis pela iniciativa, donos de uma rede de estética e buscam mais voluntários, já que a demanda é grande. 

Mas se você tem dúvidas sobre como reforçar a sua alimentação, pode encontrar dicas para mantê-la saudável. No site da Panelinha sobre coronavírus, você encontra receitas práticas e dicas valiosas para superar este momento de quarentena. Lá, também é possível encontrar recomendações de como congelar alimentos. 

A responsável pelo projeto é Rita Lobo, sendo que ela transmite lives direto da cozinha do seu próprio apartamento, diariamente, para cozinhar com você online. 

E, para aqueles que estão deprimidos ou confusos com essa pandemia, um projeto social que está vigente no Capão redondo, também ficou em quarentena e agora atende virtualmente através do WhatsApp (11) 982482103. Embora o atendimento seja gratuito, solicita uma contribuição voluntária de 20 reais por dia e conta com ajuda de amigos profissionais da área. 

Para quem é empresário, pode optar por assistir as aulas da socialite Cris Arcangeli, que já informa que 60% das pequenas empresas no Brasil quebram, apoia para que elas não fiquem totalmente quebradas com a pandemia. Ela tem postado em suas redes como Linkedin e Instagram dicas para superar esta crise. 

Os negócios online cresceram 40%, sendo que esta é uma grande oportunidade para crescer. Quebrar jamais e muito menos demitir seus funcionários por isto. 

Em tempos de crise, como vigiar os vovôs

As famílias e casas de repouso também se adaptaram pela segurança dos mais idosos. Nesta quarentena, muito se fala sobre como convencê-los a ficarem em suas casas. 

Algumas pessoas têm apelado para colocar medo e trazer um choque de realidade nos idosos. Argumentos como as grandes mortes e sobre a higiene são utilizados pelas famílias, mas mesmo assim, eles sabem como se articular e retrucam com facilidade. 

Nós podemos ajudar ao fazer mercado e farmácia, mesmo que um tanto complicado ficarem presos, devem entender que é para o próprio bem. Mesmo que o assunto tenha sido motivo de humor com memes nas redes, o isolamento é físico e não social. 

É importante nesta hora montar a rotina dos idosos, não tão somente deles, mas das crianças também para não ficarem muito entediados. Inclusive, evitar que a ansiedade seja aumentada. O que não pode é ficar parado, já que nosso corpo responde também negativamente. 

Nós podemos ler livros, assistir filmes ou fazer aquele hobby favorito. As casas de repouso também dobraram seus cuidados e vetaram as visitas de parentes. Agora, as visitas de muitos lugares estão sendo realizadas via celulares, através de chamadas de vídeo.

Lave as mãos, aplique álcool em gel e evite sair de sua residência. Isso pode ser muito nocivo. Previna-se!


* Fonte de Pesquisa: https://www.fiocruzbrasilia.fiocruz.br/coronavirus-e-saude-mental-tire-suas-duvidas-aqui/#:~:text=Investir%20em%20exerc%C3%ADcios%20e%20a%C3%A7%C3%B5es,tempos%20dif%C3%ADceis%20do%20passado%20para


Escrito por Douglas T.