Parcelado ou á vista: qual a sua opção?

A verdade é que a maioria escolhe a primeira das formas de pagamento, mesmo em pequenas compras

O parcelamento nasceu com o intuito de facilitar as formas de pagamentos. Mas acabou que no fim das contas ele passou a ser um tipo de pagamento quase que principal. 

Engano ou não, é de se pensar. Estou curiosa para sabe o que você costuma parcelar. Qual o tamanho da sua dívida ou quanto você gasta. Mas eu sei bem que você faz isso – parcele tudo que vê pela frente. 

Calma, as coisas não são bem assim. Isso pode ser um tanto prejudicial. 

Qual seu pagamento?

Qual das formas de pagamento que você prefere? O parcelamento quer te ajudar. Mas você insiste em abusar dele. Esse amor e ódio pode ser prejudicial para sua sanidade mental. 

Então, fica um alerta para você ficar atento e não transformar isso em uma auto sabotagem. Afinal, o dinheiro não é seu. Aliás, é um dinheiro que você pega de quem “empresta” para “devolver” depois. 

Então o dinheiro sai do seu bolso, de um jeito ou de outro. Fora a dor de cabeça que dá se não pagar em dia. 

Você quer minha dica?

Claro que, como sou muito inteligente, demorei para aprender a poupar. Inclusive, bati muito a testa na parede. E mudar as formas de pagamento é uma solução.

Vou te adiantar o seu caminho. É rápido, basta querer. 

Se você estiver devendo e pagar, vai ficar devendo de novo. Perca o costume de dever. Comece a juntar. 

Na verdade, uso o PagBank para isso. Mas você pode usar as diversas instituições disponíveis no mercado. 

A PagBank rende 100% mais que a poupança tradicional. Já é um começo. 

Depois, você pode buscar uma outra forma de investimento, como aposentadoria ou fundos. 

Lute mais. Quando tiver sua base pronta, viva mais. 

Afinal, Você merece! ;]

Educação Financeira nas formas de pagamento

Você até pode optar pagar por uma das formas de pagamentos que facilitam na hora de pagar, mas você vai ter os juros. 

Então, se acontecer um imprevisto, você vai entrar na forca. A ideia é que você planeje seu orçamento e evite problemas futuros. 

Coloque em primeiro lugar a atitude de guardar uma quantia para seu futuro. E, com o que sobrar, você pode pagar suas contas. 

Por ultimo, o lazer. Reserve uma parte para isso e tente fazer diversas coisas com essa quantia. 

Administrar a vida

A questão aqui não é nem tanto economizar, mas gerir a sua vida financeira. Se você está cansado de dívidas, viver sem dinheiro e sem liberdade, apenas dessa forma você vai poder escolher ainda mais as suas formas de pagamento. 

Isso é viver. Ter um pouco de responsabilidade também é bom.


*Fonte de pesquisa: Autoria Própria


Escrito por Douglas T.