Os cigarros de escorpião e os efeitos venenosos para usuários

Quem aí já ouviu falar dos cigarros de escorpião? Sabe o que isso significa e os perigos que essa nova modalidade representa? 

Anúncios


Todo mundo sabe a série de malefícios que o tabagismo – e o uso de uma infinidade de outras substâncias – pode trazer para o nosso corpo, né? 

E apesar de fumar ter sido moda por muitas décadas, de uns tempos pra cá o número de pessoas que fumam vem diminuindo cada vez mais.

Isso vem deixando os profissionais da área da saúde esperançosos de que o hábito de fumar não demore a ser extinto nas próximas gerações.

Mas apesar dessa visível diminuição – que é causada principalmente pelas campanhas de combate ao cigarro e a conscientização dos males que o tabagismo pode causar – o cigarro ainda é um hábito presente na nossa sociedade.

E além dos cigarros convencionais e derivados – como os vapes, cigarros eletrônicos e narguilés – uma nova modalidade tão perigosa quando o tabagismo em si vem se popularizando de maneira lenta – mas ainda assim preocupante – em alguns lugares do mundo: os cigarros de escorpião.

Anúncios


Você já ouviu falar dessa nova categoria? Sabe do que se trata e quais os principais perigos que essa prática pode oferecer para os fumantes?

Se você também está curioso – e ao mesmo tempo preocupado – com essa nova categoria, esse conteúdo foi feito para você!

Ao longo do texto, você vai conferir as principais informações sobre essa prática, descobrir qual sua origem e entender melhor do que se trata e porque essa é uma prática tão preocupante.

O que são os cigarros de escorpião?

Os cigarros de escorpião consistem em uma prática usada por quem busca um novo tipo de droga recreativa.

Apesar do nome, o consumo dessa droga não é necessariamente um cigarro, como você verá ao longo do texto.

Assim como tantas outras drogas que fazem parte da realidade de milhões de seres humanos – como maconha, cocaína, crack, metanfetamina e até mesmo álcool – os usuários de cigarros de escorpião também buscam obter o prazer através da “brisa” que esses entorpecentes proporcionam.

Anúncios


Mas será que essa é uma prática realmente nova? É o que vamos descobrir no próximo tópico.

Qual a origem dos cigarros de escorpião?

Por mais que essa movimentação sobre os cigarros de escorpião esteja começando a fazer barulho atualmente – dando a entender que essa é uma prática recente – isso não é necessariamente uma realidade.

Diferente do que se pode pensar, o hábito de fumar cigarros de escorpião é algo bem mais antigo.

No sul do continente asiático, alguns usuários mais velhos já relataram que fumam cigarros de escorpião há décadas e, segundo eles, essa prática não é considerada algo que oferece malefícios para a saúde.

Mas isso está longe de ser uma unanimidade e nem mesmo uma verdade.

Uma entrevista realizada pela revista Dawn deu o que falar em 2016, retratando os reais perigos que essa prática pode acarretar para a vida de quem fuma.

A seguir, vamos falar um pouco mais sobre ela.

Uma entrevista retratando a realidade e os perigos por trás do uso desse cigarro

Na ocasião, a revista – que é de origem paquistanesa – entrevistou Sohbat Khan, um idoso de 74 anos que se dizia um fumante assíduo dos cigarros de escorpião.

Segundo o idoso – que na época vivia na província de Khyber Pakhtunkhwa, perto da fronteira com o Afeganistão – ele fazia uso desses cigarros desde os anos 60. 

E depois de anos usando a substância, Sohbat relatou que conseguiu largar o hábito, mas acabou trocando esse vício por outro: o ópio. 

Segundo Sohbat, a substância é altamente viciante, e durante todos os anos em que fez o uso dos cigarros de escorpião, ele passou por diversas situações, como precisar se locomover da sua província até Peshawar, uma das capitais regionais que haviam nos arredores.

E apesar de todo perigo que o uso dessa substância ofereça danos para a saúde de quem consome, os cigarros de escorpião são facilmente encontradas na região, não sendo considerada necessariamente uma atividade ilegal.

E outro ponto que acaba facilitando o consumo é o ambiente da região. 

O característico clima quente do Paquistão faz com que a missão de capturar esses escorpiões seja algo relativamente fácil para quem faz uso da droga. 

Como esses cigarros de escorpião são consumidos?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre esses cigarros e a sua origem, chegou a hora de falarmos sobre como ocorre o consumo dessa substância.

Ainda durante a entrevista dada para a Dawn, Sohbat retratou como é esse processo.

Segundo ele, após a captura dos escorpiões, eles são mortos. Após isso, eles podem ser deixados para secar ao sol ou até mesmo serem assados. 

Em muitas vezes, os animais eram assados vivos. Segundo Sohbat, o processo consiste em inalar a fumaça que é emitida neste momento.

Apesar do objetivo principal desse processo ser inalar o veneno do animal – que está concentrado na cauda dele – na maioria das vezes o animal é totalmente inalado.

Segundo relatos, os efeitos alucinógenos causados pelo consumo desses cigarros de escorpião costumam durar cerca de 10 horas.

Mas diferente de muitas outras drogas que são conhecidas por proporcionar sensação de relaxamento, prazer e até mesmo agitação, esses cigarros não funcionam dessa forma.

Ainda baseada em relatos, as seis primeiras horas logo após o consumo da droga chegam a ser dolorosas, como se o organismo do usuário estivesse passando por um processo de adaptação com o veneno.

E para finalizar a entrevista de Sohbat, ele relatou que os jovens da região seguem fazendo uso da substância, mesmo após os claros sinais de que o consumo faz mal para a saúde.

Esse público teria o hábito de misturar a cauda assada do escorpião com outras substâncias, como haxixe e tabaco.

Após isso, eles fumam a mistura como um cigarro mais tradicional, potencializando ainda mais os efeitos e os perigos do consumo.

Já os efeitos colaterais do consumo incluem perda de memória – tanto a curto quanto a longo prazo – delírios e até mesmo a morte.

Gostou do conteúdo de hoje? Então acho que você deveria aproveitar para ler também Comidas exóticas no mundo: conheça 7 receitas. Quer um pedaço?

Escrito por Ivan

Anúncios